Unidades: São Paulo: Santo Amaro (11) 5687-2245 - Jabaquara (11) 4858-1551 - Votuporanga (17) 3422-8558 - Unidade Natal-RN (84) 4042-2040

Detalhes da Artigo

A importância do aperfeiçoamento profissional

2019 é o ano da Virada! Se aperfeiçoe!

 

A importância do aperfeiçoamento profissional

Atualização profissional, no passado, já foi disciplina optativa. Há algumas décadas, quem se graduava em curso superior considerava que a fase de estudos estava concluída e que, daí em diante, teria início a fase do trabalho e da experiência. Havia ainda, inclusive, aqueles que pulavam parte do estudo e imergiam direto no mundo profissional, sem uma formação específica.

Os profissionais não tinham prazo de validade determinado. Ninguém ousava perguntar a um médico ou a um engenheiro se ele tinha feito cursos de atualização profissional visando aprimorar seus conhecimentos. A velocidade da ciência e da pesquisa era baixa em comparação aos dias de hoje e não havia tanta pressa em se atualizar.

As oportunidades eram diferentes e o conhecimento adquirido durava mais. Mas este panorama mudou muito desde então.

A velocidade das mudanças, a famosa globalização e o desenvolvimento tecnológico transformam incessantemente o ambiente de trabalho, de forma que hoje não há dúvidas de que "estudo" e "formação" não são apenas uma etapa da vida, mas uma constante ao longo de toda a carreira.

Assim, a atualização profissional deixou de ser uma opção para ser também uma condição e uma necessidade dentro do exercício da profissão. Isso se manifesta tanto como iniciativa de aperfeiçoamento do currículo dentro de um ambiente cada vez mais concorrido quanto por exigência natural do mercado, onde a todo instante se vêem antigos meios e conceitos sendo aperfeiçoados ou superados.

Os profissionais que atuam há 20 anos na área de tecnologia, por exemplo, iniciaram a carreira transitando entre gigantescos mainframes, que tinham capacidade menor que qualquer notebook atual e usavam sistemas operacionais, linguagens de programação e banco de dados, hoje totalmente obsoletos. Atualmente lidam com conceitos como Grid Computing, Redes sem Fio, Etiquetas RFID, Datawharehouse e outras inúmeras siglas desse jargão que nem de perto foram ensinadas em seus cursos de graduação.

Com maior ou menor intensidade, esse fenômeno pode ser percebido em todas as áreas, o que torna inevitável que o profissional não interrompa nunca sua formação se quiser manter sua empregabilidade.

Ele deve estar atento às novidades e às oportunidades de aplicação de sua experiência e competência e entender claramente quais são as competências valorizadas na área em que atua. Vê-se então a necessidade de procurar um processo rápido, eficaz e específico para aquisição dos conhecimentos que quer aprofundar ou adquirir. É a isso que vão de encontro direto os programas de atualização profissional.

São cursos de curta duração que se prestam a aplicar algum conceito recente e pontual que profissionais já atuantes não tiveram a oportunidade de aprender anteriormente ou conceitos que, de tão específicos, encontram nesse formato de curso a sua melhor forma de ensino e aplicação, pois já são voltados especialmente para aqueles que necessitam e procuram por eles.

Esse mecanismo, no entanto, é uma via de mão dupla. Ao mesmo tempo em que os profissionais devem estar antenados às novas demandas de sua área, as instituições de ensino devem fazer o mesmo: perceber o que está mudando no mercado para estruturar seus cursos de acordo com o cenário em que está inserida.

Desta maneira, as próprias instituições, ao se preocuparem em oferecer cursos de extensão e aprimoramento educacional, ajudam a acabar com os resquícios do velho estigma que deve e está sendo combatido: o de que o estudo acaba na escola.

O profissional, agora, entende que sua atualização é uma disciplina obrigatória e seu conteúdo dependerá de seus objetivos de desenvolvimento de carreira, das oportunidades de mercado e da sua auto-realização.

Lembrando-se sempre de Paulo Freire, que diz em uma de suas obras:

"Mulheres e homens, somos os únicos seres que, social e historicamente, nos tornamos capazes de aprender. Por isso, somos os únicos em quem aprender é uma aventura criadora, algo, por isso mesmo, muito mais rico do que meramente repetir a lição dada. Aprender para nós é construir, reconstruir, constatar para mudar, o que não se faz sem abertura ao risco e à aventura do espírito".

 

A importância do Aperfeiçoamento Pessoal

Após o estabelecimento da vida social a educação passa a fazer parte do cotidiano das pessoas, assim a cada novo integrante recebido no grupo inicia-se um processo educacional para ensinar os costumes e valores ali estabelecidos. A educação torna-se imprescindível ao desenvolvimento da sociedade,

“O ser humano é um ser social” (SILVA, 2007) logo não pode isolar-se desse contexto. Em primeiro momento é identificada a participação da criança nos primeiros grupos sociais: o primeiro a família, o segundo a escola. São nesses grupos que vão ser transmitidos as primeiras regras de convivência na sociedade. Através desse conhecimento o indivíduo começa a construir autonomia e liberdade abandonando o estado de passividade, de inércia, tornando-se um sujeito atuante. Em todo o processo da aprendizagem os indivíduos adquirem novos conhecimentos, desenvolvem competências e mudam o comportamento.

Hoje na era digital, com a velocidade das informações é um desafio intelectual e emocional acompanhar as constantes mudanças e estar incessantemente na busca de novos conhecimentos. Como estar preparado para mudanças inesperadas e súbitas? E como se antecipar às mudanças? Tornar o indivíduo consciente, traz consigo possibilidades de mudanças, pois ele passa a não só enxergar diferente, mas também sentir e pensar de tal forma. Alcançada a fase adulta, os indivíduos continuam sentindo necessidade de aperfeiçoar os conhecimentos adquiridos, buscando sempre fazer uma auto-avaliação de suas potencialidades e fraquezas para assim fortalecê-las.

 

Segundo Moscovici:

Terminar um curso seja universitário ou técnico não basta para uma carreira profissional produtiva. A pessoa necessita atualizar-se frequentemente ou permanentemente, por quanto às mudanças tecnológicas, econômicas e sociais são rápidas exigindo adaptação contínua a novas condições de vida e de trabalho para sobrevivência, crescimento e realização pessoal e profissional. (MOSCOVICI, 1985, p.20).

Assim a busca pelo aperfeiçoamento deve ser constante. Aperfeiçoar significa tornar perfeito, ou seja, com o aperfeiçoamento do conhecimento o indivíduo estará se tornando cada vez mais diferenciado dos demais, conquistando e aumentando a autonomia e liberdade para a sociedade. A busca em tornar-se o melhor tem que ser uma meta intrinsecamente desejada e que faça dessa constante renovação um divertimento para o seu dia-a-dia. Desta maneira a especialização não se tornará maçante ou sacrifício, pelo contrário vai modificar a percepção sobre a realidade e dará uma visão positiva de toda essa trajetória, tornando este indivíduo mais consciente do seu papel dentro da sociedade em que ele está inserido.

 

Aperfeiçoamento profissional deve ser uma meta constante

Se destacar no mercado de trabalho tem sido uma tarefa cada vez mais difícil. Isso porque o avanço da tecnologia, a rapidez com que as coisas mudam diariamente e as constantes transformações do mercado têm exigido cada vez mais qualificação e capacitação dos profissionais.

Hoje em dia, apenas possuir uma formação acadêmica não é considerado um diferencial no currículo, mas um item fundamental para qualquer profissional. Além de conhecimento técnico, as empresas e organizações buscam habilidades, competências e comportamentos essenciais para lidar com os desafios do mundo corporativo.

Diante disso, é importante que os profissionais estejam em constante desenvolvimento e aprendizagem, sempre adquirindo novos conhecimentos que poderão agregar em seu crescimento e evolução profissional e pessoal.

Buscar novas formações, se especializar, aprender uma língua, fazer treinamentos comportamentais e de liderança, são alguns dos aperfeiçoamentos indicados para qualquer profissional que busca destaque, deseja potencializar seu currículo e desenvolver novas ideias e habilidades.

Estes conhecimentos são importantes não apenas para crescer intelectualmente,receber uma promoção ou conquistar o emprego dos sonhos. O aperfeiçoamento é uma forma de investir em si mesmo, em seu desenvolvimento pessoal, seu autoconhecimento e evolução contínua.

 

Dicas para se aperfeiçoar profissionalmente

• Se dedique a aprender coisas novas em seu trabalho;

• Utilize parte do seu salário para investir em novos cursos;

• Estimule novas ideias;

• Se espelhe em profissionais de sucesso de sua área de atuação;

• Aprenda novas línguas;

• Faça um intercâmbio e conheça novas culturas;

• Se dedique com afinco ao trabalho;

• Se avalie constantemente;

• Identifique seus pontos fortes e pontos a serem melhorados;

• Desenvolva sua comunicação;

• Reconheça seus defeitos e qualidades;

• Invista em seu desenvolvimento pessoal e profissional;

• Participe de fóruns e grupos de discussão ligados a sua área de formação;

• Participe de palestras, cursos e workshops;

• Aprenda algo diferente;

• Acompanhe as novidades e tendências de sua área de formação;

• Nunca perca o prazer pelo conhecimento;

• Não entre em uma zona de conforto.

 

A importância de aperfeiçoar os conhecimentos

Aproveite o início de 2018 e venha estudar no Colégio Praxis, temos diversos cursos técnicos, cursos profissionalizantes e também somos polo da UNICID / UNICSUL!

 

Venha nos procurar!